English · Português
ISSN 0102-8529 (Impresso)
1982-0240 (Online)
PUC-Rio - Página inicial Instituto de Relações Internacionais Revista Contexto Internacional

Vol. 39, N° 3, Sep/Dec, 2017

Cities and Water Security in the Anthropocene: Research Challenges and Opportunities for International Relations

Cidades e Segurança Hídrica no Antropoceno: Desafios e Oportunidades de Pesquisa para a Disciplina das Relações Internacionais Joana Castro Pereira e Miguel Rodrigues Freitas


Abstract

Cities have become important actors in international relations, and integral to security and environmental politics. We are living in an increasingly urban world, dominated by human settlements and activities. The central role now played by humans in shaping the planet has led us into an uncertain, unstable, and dangerous geological epoch – the Anthropocene – that poses great and additional challenges to security. Local and global spheres are connected as never before, generating ‘glocal’ issues in which water plays a central role. Water is the element that interconnects the complex web of food, energy, climate, economic growth, and human security. In a rapidly urbanising world, cities influence the hydrological cycle in major but uncertain ways, affecting water resources beyond their boundaries. There is no doubt that these
issues are highly relevant to the discipline of International Relations (IR). However, IR scholars have been slow to engage with them, and most academic studies of cities and water security still emanate from the natural sciences. This article examines the ways in which cities in the Anthropocene challenge water security, and why IR needs to reinvent itself if it wants to sustain its contribution to global security.

Keywords: Urbanisation; Cities; Anthropocene; Water Security; Glocal Challenges; International Relations.


Resumo

As cidades têm se tornado atores importantes nas relações internacionais e essenciais nas políticas de segurança e meio ambiente. Vivemos em um mundo cada vez mais urbano, dominado por aglomerados e atividades humanas. O papel central desempenhado pelos seres humanos na alteração da estrutura física do planeta nos levou a uma época geológica incerta, instável e perigosa – o Antropoceno –, trazendo grandes desafios adicionais à questão da segurança. Esferas locais e globais estão mais conectadas do que nunca, gerando problemas “glocais” nos quais a água desempenha um papel central. A água é o elemento que interliga a complexa rede de alimentos, energia, clima, crescimento econômico e segurança humana. Em um mundo em rápida urbanização, as cidades influenciam o ciclo hidrológico de maneiras significativas, porém incertas, afetando os recursos hídricos além de seus limites. Não há dúvida de que essas questões são altamente relevantes para a disciplina das Relações Internacionais
(RI). Entretanto, os estudiosos das RI têm mostrado lentidão ao se engajar com este tema, e a maioria dos estudos acadêmicos das cidades e da segurança hídrica ainda advêm das ciências naturais. Este artigo examina as formas pelas quais as cidades no Antropoceno desafiam a segurança hídrica e por que a área das RI precisa se reinventar se quiser manter sua contribuição à temática da segurança global.

Palavras-chave: Urbanização; Cidades; Antropoceno; Segurança Hídrica; Desafios Glocais; Relações Internacionais.

DOWNLOAD: Cities and Water Security in the Anthropocene: Research Challenges and Opportunities for International Relations


VoltarImprimir

IRI Instituto de Relações Internacionais
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Vila dos Diretórios, Casa 20, Gávea - Rio de Janeiro - RJ, Brasil
Tel/Fax: +55 21 3527-1557 3527-1558 3527-1560